A I Idade do Ferro na Alcáçova de Santarém (Portugal): os resultados da campa nha de 2001

  • Elisa de Sousa UNIARQ (Centro de Arqueologia da Universidade de Lisboa)
  • Ana Margarida Arruda UNIARQ (Centro de Arqueologia da Universidade de Lisboa)

Palabras clave:

Estuário do Tejo, Idade do Ferro, Cultura material, Fenícios, Comunidades indígenas.

Resumen

 

 As escavações realizadas, em 2001, na Alcáçova de Santarém (Portugal) permitiram identificar uma extensa diacronia de ocupação que se iniciou durante os momentos finais da Idade do Bronze e que se prolongou até à actualidade. Neste trabalho, pretende-se apresentar os dados relativos ao período sidérico que, de acordo com os materiais recuperados (ânforas, cerâmica de engobe vermelho, cinzenta, pintada, comum e manual), se terá iniciado em torno a finais do século VIII / inícios do século VII a.n.e., estendendo-se até momentos avançados do século VI a.n.e. A evolução da cultura material recolhida durante esta intervenção permitiu avaliar, sequencialmente, o impacto da chegada dos primeiros agentes fenício-ocidentais no quadro das tradições autóctones da comunidade que habitou a Alcáçova de Santarém durante a 1ª metade do 1º milénio a.n.e.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Citas

Publicado
2018-06-29
Cómo citar
de Sousa, E., & Margarida Arruda, A. (2018). A I Idade do Ferro na Alcáçova de Santarém (Portugal): os resultados da campa nha de 2001. Onoba. Revista De Arqueología Y Antigüedad, (6). https://doi.org/10.33776/onoba.v0i6.3403
Sección
Artículos